Cartografia Cultural da Lagoinha, BH/MG

 

O projeto Cartografia Cultural da Lagoinha, BH/MG foi idealizado pelo Peixe Vivo Histórias - Memória e Patrimônio (escritório especializado na coordenação e realização de estudos técnicos para projetos culturais) que se propôs a identificar a riqueza cultural da região da Lagoinha. O propósito é ultrapassar o discurso que associa a localidade apenas à questão das drogas, promovendo a valorização das práticas culturais coletivas geradas pelas comunidades locais e identificando a importância do patrimônio histórico cultural da capital.

Na região da Lagoinha, como exposto na proposta do projeto, observa-se a relevância do processo de mudanças urbanísticas e culturais que, com a expansão dos corredores urbanos nas últimas décadas, teve algumas de suas partes ocupadas por usuários e traficantes de drogas. No entanto, a Lagoinha possui uma riqueza cultural que remonta ao período de criação de Belo Horizonte e suas primeiras décadas de existência, quando constituiu um importante reduto cultural e o local de residência de famílias de trabalhadores. Por isso, os modos de vida dos moradores da Lagoinha constituíram, com o tempo, um complexo cultural que marcou a vida na cidade, tendo passado por mudanças trazidas pela urbanização. 

A partir desse contexto, nos cinco meses de execução do projeto foram feitas diversas ações com o envolvimento de lideranças comunitárias da região: identificação dos principais elementos culturais historicamente relevantes, registros de depoimentos a respeito do cotidiano e as práticas culturais da Lagoinha e regiões limítrofes, realização de um inventário com práticas culturais tradicionais, um diagnóstico com o panorama das práticas culturais e elaboração de um Mapa Cultural da Lagoinha, contendo todas as ocorrências das manifestações culturais inventariadas ao longo do processo. 

O projeto Cartografia Cultural da Lagoinha, BH/MG foi contemplado pela 14ª Promotoria de Meio Ambiente de Belo Horizonte por meio de recursos advindos de medida reparatória ambiental prevista nos autos da Ação Criminal N°0024.16.089.694-0.

  • Proponente: Peixe Vivo Historias - Memória e Patrimônio
  • Município de execução: Belo Horizonte
  • Valor do Projeto: R$ 50.000,00
  • Período de Execução: 05 meses
  • Data da Contemplação: 03/04/2019
  • Status: Projeto finalizado.

 

Arquivos

       

Realizadores

Endereço

Rua dos Guajajaras, 1.611, sala 901, Barro Preto, Belo Horizonte/MG

Contato

31 2535-0028 e 31 3330-9982
semente@cemais.org.br